Israel e suas Florestas – Notícias de Israel

Por Shoshana C.

                   Grande incêndio, ocorreu em novembro de 2016, ao norte de Israel, em Haifa

e arredores, onde cerca de 2050 acres de floresta foram devastados( 1 acre– 40468564224m2).

Mais de 330 do KKL-JNF(ver nota final), silvicultores e bombeiros, lutaram contra as chamas

por mais de uma semana, por 24h diárias.

Gilad Mastai,diretor da organização acima, emocionado, comentou que foi uma guerra

para salvar florestas,casas e vidas de residentes. Relata que o vento soprava forte, que era já

motivo de pânico para os que trabalham e moram nos arredores de florestas.À meia noite,

quando recebeu um telefonema que ” sua floresta” estava em chamas, acionou imediatamente

a rede de órgãos responsáveis, lutando todos contra as forças da natureza e as chamas.

O tempo seco, ventos fortes, descuidos e vários atos de incêndio voluntários, levaram

à catástrofe ao povo, pois nessas ocasiões todo o povo sofre junto.Mastai disse que quando o fogo  foi debelado, os ventos se acalmando,lágrimas surgiram ante a visão de árvores  negras, destruídas,  mortas. Todo povo de Israel sabe a dificuldade em transformar desertos em florestas e jardins.

Graças aos esforços do KKL-JNF muitas florestas foram salvas.

 

Trazendo Vida de volta às Florestas

Os silvicultores em Israel já estão acostumados em lidar com fogo ,criando áreas de terra com vegetação que agem como clareiras para impedir o processo de alastramento do incêndio,    a erosão e desertificação.Pavimenta-se rodovias para que permitam forças de salvamento chegarem ao local; desbasta-se árvores para diminuir a quantidade de vegetação inflamável.

Apesar dos esforços preventivos, muitas florestas são devastadas,como anteriormente dito, por condições climáticas, negligência de visitantes e por “arson”(incêndios culposos”).

Quando o fogo ameaça vidas e propriedades, os engenheiros e silvicultores nada conseguem sozinhos resolver; todo sistema governamental é posto em ação e direciona suas forças para os críticos locais.

Imediatamente ao dia após o acidente, determinados órgãos já estão estudando e agindo sobre as medidas a serem tomadas para a reabilitação das florestas.São engenheiros, ecologistas,silvicultores orientando sobre métodos a serem aplicados conforme os danos.

O diretor explica que onde é possível, há renovação natural , com cuidados intensivos, processo longo e dispendioso.

As áreas que não têm processos naturais de semeadura,são replantadas com sementes dos “berçários” da KKL (“nursery” onde as sementes são plantadas e cuidadas, como crianças, em espaços próprios, protegidos).

Reconstrução de estradas,lugares para recreação, árvores maduras  replantadas,

,criação de clareiras, tudo rápido para que rápido a floresta dê boas vindas aos visitantes

e tenha de novo suas crianças e adultos a usufruindo.

Um dos silvicultores responsáveis pela floresta de Haruvit que há cinco anos sofreu

um terrível incêndio, disse que o objetivo era dar expressão à variedade da flora israelense,

com a plantação de “carob” ( alfarroba ),carvalhos, olmeiros, jujubas (árvores frondosas das mais

antigas em Israel,existindo uma belíssima no Parque Bíblico Tamar,chamada “A Jóia de Aravá‘).

Continua dizendo que por mais dolorosos que sejam os incêndios,há Vida e Esperança  após

o fogo em um Mundo Novo Saudável e que em poucos anos haverá o surgimento de um nova

floresta receptiva no universo.

O amor e carinho que o povo de Israel tem por sua pátria, cuida de sua terra com

estudo, trabalho, perseverança, realiza milagres.

Gloriosas Florestas Ressuscitarão no futuro!!

 

PS:    KKL-JNF–   Keren Kayemeth Leisrael— Fundo Nacional Judaico existente há 115 anos,desenvolvendo o país com um toque de amor.É considerada a maior e mais antiga organização verde existente.Seu objetivo é um futuro sustentável para Israel e opera com base nos princípios de sustentabilidade.

 

Para receber informações sobre cursos de hebraico online clique aqui

 

 

Bookmark the permalink.

Comments are closed.